Autore: pappa2200

Valor do IPTU aumenta até 1.200% em Hortolândia e provoca indignação em moradores

valor-do-iptu-aumenta-ate-1.200%-em-hortolandia-e-provoca-indignacao-em-moradores


Prefeitura emitiu 86,6 mil carnês neste ano e montante cobrado inclui reajustes atrelados à inflação e atualização da planta genérica, além de taxa de resíduos. Confira orientações. Moradores de Hortolândia recebem carnês de IPTU com aumento de até 1.000%; entenda
O aumento de até 1.200% no valor cobrado por Hortolândia (SP) no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), entre 2022 e este ano, provocou indignação em parte da população. A variação, segundo a prefeitura, ocorre por conta de três fatores: inflação, atualização da planta genérica de valores e a inclusão de uma taxa municipal de resíduos sólidos. Veja abaixo detalhes.
O governo municipal emitiu 86,6 mil carnês e eles começaram a chegar à população nesta semana. Os valores surpreenderam os moradores e são alvo de queixas porque incluem os seguintes reajustes:
Alta de 5,9% por causa de “atualização monetária em relação à inflação”;
Aumento de 5% referente à atualização da planta genérica de valores;
Inclusão de uma taxa municipal de resíduos sólidos – neste caso, a prefeitura diz que cumpre o Marco Legal do Saneamento Básico e há desconto de 60% para o contribuinte.
Alta em IPTU provoca indignação em moradores de Hortolândia
Reprodução/EPTV
Como pagar?
O comerciante Genilson da Silva Mota é dono de um pequeno mercado na cidade. Ele explica que em 2022 pagou R$ 310 de imposto, mas o valor subiu para R$ 4.044 neste ano. “Estou achando abusivo.”
Em uma papelaria, o valor que era de R$ 312 em 2022 chegou a R$ 1.727 neste mês. Apenas uma porta foi trocada no local aberto há 15 anos. “A única coisa que modifiquei. Era uma porta de seis e eu mudei para uma de sete metros”, falou a comerciante Zênite das Graças Serra.
O aposentado Miguel Ferreira Moço foi categórico ao avaliar os novos valores. “Muito alto. Não só, mas a maioria não tem condições de pagar”.
Atualizações
A secretária de Finanças na cidade, Maria Luísa Denadai, explicou que houve um recadastramento geral de imóveis na cidade através de um levantamento aerofotogramétrico. “Nós detectamos que em nosso cadastro tinham 8 milhões de m² cadastrados de construção e, a partir do voo e medição, encontramos 12 milhões de m². O último foi em 2008, então nesses 14 anos tivemos uma grande informalidade nas construções que não foram comunicadas para a prefeitura”, alegou.
Orientações
À EPTV, afiliada da TV Globo, o professor de direito da Facamp Fábio Bonilha Curi destacou que os contribuintes devem analisar se os dados dos imóveis estão corretos nos carnês de IPTU, incluindo informações sobre as metragens, a finalidade e o valor venal.
Além disso, ele alertou que, eventualmente, a imagem registrada do imóvel pode ter sido feita no momento em que havia uma estrutura temporária, entre elas, uma cobertura durante confraternização.
Pagamentos e contestações
O vencimento da cota única, com 10% de desconto, vence em 10 de março. Mas, se preferir, o contribuinte pode optar pelo pagamento em até dez parcelas, com o primeiro vencimento também em 10 de março. A cobrança deste ano não inclui valores retroativos, informou a administração.
A prefeitura informou que moradores interessados em contestar o valor devem ir até o Paço para abrir um processo que será analisado. Mais informações estão no site da administração.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no g1 Campinas.

Rompimento de adutora após chuvas prejudica abastecimento de água em oito bairros de Hortolândia

rompimento-de-adutora-apos-chuvas-prejudica-abastecimento-de-agua-em-oito-bairros-de-hortolandia


Manutenção já foi realizada, mas abastecimento de água pode levar até 24 horas para ser completamente reestabelecido. Sede da Prefeitura de Hortolândia
Ana Luiza Moraes/Prefeitura de Hortolândia
O rompimento de uma adutora em Hortolândia (SP), por conta do volume de chuvas de segunda-feira (6), prejudicou o abastecimento de água em oito bairros da cidade. A prefeitura informa que realizou o reparo ainda na manhã desta terça-feira (7).
Ainda de acordo com a prefeitura, o bombeamento de água já foi retomado, mas o abastecimento pode levar até 24 horas para chegar a todas as casas devido ao tipo de rede que passa pela região.
LEIA MAIS:
Hortolândia e Sumaré têm vias alagadas após temporal nesta segunda; Campinas registra vendaval
Sanasa interrompe o fornecimento de água em 22 bairros de Campinas nesta quarta-feira; confira
Hortolândia informou, nesta terça, que infiltrações e um afundamento do solo na Rua Jurandir Silvério, no Jardim Carmen Cristina, provocaram o rompimento da adutora de 500 milímetros de água tratada. Confira, abaixo, a lista de bairros afetados.
Jardim Adelaide
Jardim Nossa Senhora de Fátima
Jardim Nova Europa
Jardim Novo Ângulo
Jardim Rosolém
Jardim Santa Esmeralda
Jardim Santiago
Jardim Terras de Santo Antônio
A orientação é para que os moradores economizem água enquanto o abastecimento não for normalizado.
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Presidente Prudente terá fim de semana de folia em programação de Carnaval no Parque do Povo

presidente-prudente-tera-fim-de-semana-de-folia-em-programacao-de-carnaval-no-parque-do-povo


Evento acontece nos dias 18 e 19 de fevereiro e reúne apresentações para o público, das 16h às 20h. Já na Cohab, o Carnafestival movimenta a noite dos moradores neste sábado (11). Presidente Prudente (SP) terá fim de semana de folia em programação de Carnaval no Parque do Povo
Cedida
O Parque do Povo, em Presidente Prudente (SP), será palco de uma programação especial de Carnaval nos dias 18 e 19 de fevereiro. No local, haverá apresentações para a família e o público em geral, das 16h às 20h.
Em parceria com a Federação das Entidades Assistenciais de Presidente Prudente (Feapp), o evento ainda contará com uma praça de alimentação com 10 food trucks.
Segundo a prefeitura, o palco fixo do Parque do Povo, localizado nas proximidades da Avenida da Saudade, passará por reforma para receber os festejos.
Nesta segunda-feira (6), a Comissão de Organização de Eventos, da Prefeitura de Presidente Prudente, esteve reunida no Parque do Povo para definir a programação do Carnaval de 2023.
A reunião contou com a participação do secretário municipal de Cultura, Yuri Reis, do secretário municipal de Turismo, Adolfo Padilha, do secretário de Esportes, André Domingos, e demais membros da comissão.
Carnafestival
O Carnaval começa mais cedo para os moradores da Cohab. Neste sábado (11), o Carnafestival movimenta a noite com apresentações de grupos de dança, bateria e shows.
A folia acontece na Praça da Juventude do bairro, a partir das 19h. Para acessar o evento, é necessário doar 1 kg de alimento não perecível. As doações serão destinadas ao Fundo Social.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Na volta às aulas, estudantes que utilizam transporte coletivo urbano enfrentam problemas com Passe Social, em Presidente Prudente

na-volta-as-aulas,-estudantes-que-utilizam-transporte-coletivo-urbano-enfrentam-problemas-com-passe-social,-em-presidente-prudente


À TV Fronteira, pais de alunos relataram que os filhos não conseguem passar pela catraca do ônibus, pois no leitor do cartão aparece uma mensagem dizendo que ele está bloqueado ao uso. Estudantes que utilizam transporte coletivo urbano enfrentam problemas com Passe Social, em Presidente Prudente (SP)
Bruna Bachega/TV Fronteira
Com o início do ano letivo, estudantes que utilizam o transporte coletivo urbano para se deslocar até as escolas enfrentaram problemas com o Passe Social, nesta segunda-feira (6), em Presidente Prudente (SP).
O benefício concede aos alunos das redes estadual e municipal de ensino da cidade a gratuidade no passe utilizado para acessar as linhas durante o período escolar. No entanto, eles têm enfrentado dificuldades para usar o serviço.
À TV Fronteira, pais de alunos relataram que os filhos não conseguem passar pela catraca do ônibus, pois no leitor do cartão “aparece uma mensagem dizendo que ele está bloqueado ao uso”. Por conta disso, muitos deles não conseguiram ir à escola.
Embora a generosidade de alguns motoristas, que permitiram a entrada de estudantes no veículo pela porta traseira, os responsáveis pelos jovens foram ao terminal urbano da Santa Cecília Turismo Ltda. (Sancetur), nesta terça-feira (7), para entender o que aconteceu.
“Ela [filha] foi à escola ontem, né, foi passar o cartão, aí deu que estava bloqueado. A gente, sem saber de nada, tinha feito o cadastramento tudo certinho lá no Matarazzo, achei que estava tudo certo, mas, quando ela foi para a escola ontem, ela foi passar o cartão e deu bloqueado. Aí o motorista liberou para que ela passasse ontem, né. Ela foi e voltou. Hoje, eu vim aqui para ver o que estava acontecendo com o passe”, informou um pai sobre a situação envolvendo a filha, de 14 anos.
O atendimento foi realizado por senhas e a espera na fila ultrapassou 1h.
Estudantes que utilizam transporte coletivo urbano enfrentam problemas com Passe Social, em Presidente Prudente (SP)
Posicionamento
Em nota, a Prefeitura de Presidente Prudente informou que o problema no cartão se deve “provavelmente por conta da falta de validação”. Por isso, é necessário que os estudantes compareçam ao guichê do Sistema de Ônibus Urbano (SOU), conhecido como SOU Prudente, no terminal urbano, para validar o cartão.
Já a SOU Prudente informou que “em caso de não funcionamento do cartão 50%, basta se dirigir diretamente ao guichê da SOU para verificar. Em caso de cartão escolar 100%, quem não renovou o cartão esse ano deve ligar e agendar na Secretaria Municipal de Educação. Se renovou, pode ir direto no guichê”.
O guichê fica na Avenida Brasil, nº 936, na Vila São Jorge, em Presidente Prudente. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Com três perfurações de arma de fogo, homem é vítima de tentativa de homicídio no Jardim Novo Planalto, em Presidente Prudente

com-tres-perfuracoes-de-arma-de-fogo,-homem-e-vitima-de-tentativa-de-homicidio-no-jardim-novo-planalto,-em-presidente-prudente


Vítima, de 39 anos, foi socorrida pelo irmão ao Hospital Regional (HR) e permaneceu sob cuidados médicos. Delegacia Participativa da Polícia Civil em Presidente Prudente (SP)
Arquivo/g1
A Polícia Civil investiga uma tentativa de homicídio contra um homem, de 39 anos, em uma praça no Jardim Novo Planalto, em Presidente Prudente (SP). A ocorrência foi registrada na noite desta segunda-feira (6).
Conforme informações do Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi até o Hospital Regional (HR) para atender uma tentativa de homicídio.
Ao entrar em contato com o irmão da vítima, ele informou que recebeu um telefonema do homem alegando ter sido baleado em uma praça, no Jardim Novo Planalto.
Ele foi até o local e socorreu o irmão, que estava com três perfurações causadas por disparos de arma de fogo.
O irmão da vítima informou à PM que não tinha informações sobre quem era o autor dos disparos. Já os policiais não tiveram contato com a vítima.
O homem permaneceu sob cuidados médicos e a Polícia Civil investiga o caso.
Em nota ao g1, o HR informou que o paciente em questão, um homem de 39 anos, deu entrada no pronto-socorro da unidade às 21h15, onde foi prontamente atendido pela equipe médica e multiprofissional. “Neste momento, seu estado de saúde é considerado estável”.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Síria que mora em Ribeirão Preto tem familiares desabrigados por terremoto: ‘Ficaram no carro por causa do frio’

siria-que-mora-em-ribeirao-preto-tem-familiares-desabrigados-por-terremoto:-‘ficaram-no-carro-por-causa-do-frio’


Ola Alajaty está no Brasil desde 2015 e está preocupada com a situação de tios e primos que moram em Alepo, cidade atingida pelo abalo que afetou também a Turquia. Sírios em Ribeirão Preto estão preocupados com situação de familiares no país natal
A administradora Ola Alajaty, síria que mora em Ribeirão Preto (SP) desde 2015, pensou que as fotos compartilhadas por amigos e familiares nas redes sociais após o terremoto de magnitude 7,8 eram lembranças da guerra. No país de origem estão duas tias maternas e um tio paterno. Segundo Ola, eles estão bem, mas desabrigados.
“Toda vez que eu ouço eu arrepio como se fosse a primeira vez. Fiquei sem acreditar. Eu olhei as fotos, procurei se era TBT de guerra, mas não. Era uma coisa real. Vi no grupo da família que os familiares estão na rua por medo. Até o momento o prédio que eles estão não foi destruído, mas o alerta está bem grande. Eles estão na rua. Até o momento estou em choque. Um país que acabou de sair da guerra, acabou de sair de uma pandemia mundial e acontece isso. É forte”.
A família de Ola vive em Alepo, na Síria, e passou a noite de segunda-feira (6) dentro de um carro, porque não tem um lugar seguro para ficar.
“Como os prédios são antigos, mesmo depois que passou [o tremor], os prédios começaram a cair. Então eles receberam um alerta para que ninguém volte, que fique todo mundo o máximo possível longe dos prédios. Está muito frio e está chovendo muito, em algumas áreas até tem neve. Essa noite eles [familiares dela] ficaram no carro por causa do frio, não tem onde ficar, está tudo com risco. Eles ficaram dentro do carro, perto de um jardim, de uma praça”, diz.
LEIA TAMBÉM:
Número de mortos no terremoto na Turquia e na Síria passa de 5 mil
Veja como fazer doações para ajudar as vítimas do terremoto
Número de mortos em terremoto pode ser 8 vezes maior, alerta OMS
Ola Alajaty, comerciante síria que mora em Ribeirão Preto, SP
Valdinei Malaguti/EPTV
Ola se recorda que este não é o primeiro terremoto que afeta a Síria. Em 1999, teve um abalo sísmico de magnitude 7,7, com destruição menor.
“Mas a gente não tinha passado por guerra, por pandemia, não tinha passado por isso, então foi diferente. Hoje o pessoal está triste, não está bem, você consegue ver pelos prédios que estão caindo. Eu olho para o prédio e, não consigo explicar, vejo o prédio chorando de tristeza”.
Emocionada, a administradora recorda a conversa que teve nesta terça-feira (7) com uma prima de 15 anos. Segundo Ola, a adolescente disse estar cansada de tantas tragédias.
“Nós cansamos, nós somos humanos também. Essa frase mexeu tanto em mim. Uma pessoa de 15 anos que está começando a vida agora, que tem o futuro do mundo na frente, que passou por uma guerra, pandemia, vários fatores, e agora ela está sentindo medo. Ela me falou assim ‘não dormi essa noite, porque toda vez que eu fecho meu olho eu sinto que estou caindo com o prédio. É forte.”
Escombros de edifício em Alepo, na Síria, após terremoto que atingiu o país em 6 de fevereiro de 2023
Firas Makdesi/Reuters
‘Síria sempre comigo’
Ola saiu da Síria em 2011e passou vários países até chegar ao Brasil em 2015. Ela tem dupla nacionalidade, porque o pai dela é brasileiro. Apesar de ter deixado o país, carrega parte dele no interior de São Paulo.
“Cheguei aqui para começar uma vida nova, mas sempre as memórias estão comigo. A Síria está comigo no meu sotaque, no meu nome, meu idioma materno, minhas coisinhas em casa. Está sempre comigo.”
A administradora conta que apesar da tristeza e das dificuldades causadas pela destruição, as tias disseram que mantêm a esperança.
“Elas me contaram que estão na rua e a situação está difícil. Uma coisa que é impressionante a mensagem que elas passaram para mim, para minha família, todo mundo que está espalhado depois da guerra, é que a gente é forte, a gente está aqui, vai sobreviver a isso, somos fortes, de um sangue bem puro, a gente é bem forte. Isso me aliviou demais, porque eu acordei tão triste [na segunda-feira], quase não fui trabalhar. E falei: ‘Não, se esse povo está lá, está lutando, eu também consigo’. Eu levantei, tomei banho, fui trabalhar. Eles estão lá com toda a força que Deus pode dar para o ser humano.”
Haroon, uma criança da Síria, é salva debaixo de construção na cidade de Jandiris, atingida pela terremoto
Reprodução/Capacetes Brancos/via REUTERS
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre a região

Veja como se inscrever para cursos profissionalizantes em escola de Ribeirão Preto, SP

veja-como-se-inscrever-para-cursos-profissionalizantes-em-escola-de-ribeirao-preto,-sp


São 62 vagas para as áreas de eletricista, corte e costura, e pedreiro. Matrículas precisam ser feitas presencialmente na Escola Celso Charuri. Escola Celso Charuri está com 62 vagas abertas para cursos de qualificação profissional
Divulgação
A Escola Municipal de Ensino Profissionalizante Celso Charuri, de Ribeirão Preto (SP), está com 62 vagas abertas para cursos de eletricista, pedreiro e corte e costura
Ao final das aulas, os estudantes recebem um certificado emitido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).
Cursos
Eletricista instalador predial – 24 vagas: o curso é anual e remunerado. Podem participar pessoas com idades entre 17 a 24 anos. As aulas são de segunda-feira até sexta-feira, das 8h às 11h;
Eletricista -16 vagas: esse curso possui duração de dois meses e não é remunerado. Para se inscrever, o candidato precisar ter mais de 18 anos;
Corte e costura – 16 vagas
Pedreiro – 16 vagas: voltado para pessoas com mais de 18 anos.
Inscrições
As inscrições são feitas presencialmente na escola, localizada na Avenida Luís Galvão César, 273, no Planalto Verde. É preciso levar os seguintes documentos:
RG;
CPF;
Comprovante de escolaridade. O candidato precisa ter cursado até o 6º ano do Ensino Fundamental.
Por serem limitadas, as vagas são abertas a cada dois meses. Caso o curso desejado já esteja lotado, o candidato pode deixar a vaga reservada para a próxima vez que as inscrições abrirem.
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca
Vídeos: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Deputada estadual espera que preso por tentar matá-la ‘abra a boca’ e revele o mandante

deputada-estadual-espera-que-preso-por-tentar-mata-la-‘abra-a-boca’-e-revele-o-mandante


Solange Freitas já foi repórter de afiliada da Globo. Ela era candidata a prefeita quando sofreu o atentado em São Vicente. Homem é preso por tentar matar a tiros ex-repórter da TV Tribuna, afiliada da Globo
Reprodução/Facebook e Divulgação
A prisão do homem que tentou matar Solange Freitas, ex-repórter da TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo, gerou um “sentimento de justiça” na vítima. Ao g1, ela disse que a detenção representa “mais uma passo” para chegar ao responsável por ter planejado o assassinato. “Não vejo a hora de que um deles [a dupla detida] abra a boca ou que a polícia consiga provas de quem foi o mandante”.
O crime aconteceu em São Vicente, no litoral de São Paulo, quando ela era candidata a prefeita da cidade. O carro blindado em que ela estava com a equipe foi alvejado por pelo menos cinco tiros. Até o momento, dois homens foram presos.
O primeiro a ser detido foi um policial militar rodoviário, em 2020. O último, que estava foragido, foi achado na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em Praia Grande, cidade vizinha, neste domingo (5).
“O sentimento maior que me vem é de justiça. Quando tem uma coisa [nova] neste caso, e quando ele foi preso, foi justiça sendo feita. É a verdade que está aparecendo cada vez mais. É a palavra que mais me vem na cabeça, no sentimento e no coração”, desabafou.
Carro da então candidata à Prefeitura de São Vicente, Solange Freitas, foi alvo de tiros no município
g1 Santos
Ela acrescentou que, além do sentimento de justiça, restou a tristeza e também a indignação pelo ocorrido. “Falar de novo sobre esse assunto depois de ter passado por tudo que passei não é fácil. Na hora, você não lembra que está num carro blindado, acha que pode morrer mesmo”.
Busca pelo ‘mandante’
Hoje deputada estadual, Solange Freitas (União Brasil) ressaltou que, agora, deseja que o responsável por planejar o atentado contra ela seja identificado e preso.
“Não vejo a hora de que um deles [a dupla presa] abra a boca ou que a polícia consiga provas de quem foi o mandante e ele vá para a cadeia. Ainda está faltando isso, que é o principal, na minha opinião”, pontuou a vítima.
Por fim, ela afirmou que, apesar da última prisão, o conceito total de justiça não poderá se aplicar no caso. “Nunca vai ser completa, pois sofri o atentado no meio de um processo eleitoral, que me atrapalhou naquela eleição. As coisas começam a acontecer dois anos depois”.
Entenda o caso
Solange Freitas e outras quatro pessoas passavam pela Avenida Monteiro Lobato, na Vila Voturuá, por volta das 10h30 do dia 11 de novembro, quando um motociclista se aproximou do veículo e atirou na direção da janela do passageiro. Após disparar, o condutor acelerou a motocicleta e fugiu.
Um vídeo (veja abaixo), obtido com exclusividade pelo produtor da TV Tribuna Luiz Linna, mostra o momento em que a moto se aproxima do carro da candidata e efetua os disparos. Depois, acelera e foge.
“O foco era onde eu sento, que é geralmente na frente”, explicou Solange em entrevista ao g1, na época. Ela acredita que alguém estava seguindo o carro em que estavam. “Não vejo outro motivo a não ser política. Para quê iam fazer isso? Não imaginava que ia chegar a isso. Não é um ataque só a mim. Eles querem que eu desista, mas eu não vou”, disse após o ocorrido.
Considerado falso suspeito pela Polícia Civil, homem se apresentou no sábado (14) na Delegacia Sede de São Vicente, SP.
Carlos Nogueira/Jornal A Tribuna
Um policial militar rodoviário foi preso em novembro de 2020, suspeito de envolvimento no atentado. O PM teve a prisão temporária decretada pela Justiça e foi encaminhado ao Presídio Militar Romão Gomes, na Capital. Conforme apurado pelo g1, ele não seria o atirador.
Um homem de 33 anos chegou a se apresentar na Delegacia Sede de São Vicente dias após o crime, alegando ser o autor do atentado contra a candidata. Porém, a Polícia Civil alegou que ele é um falso suspeito, pois as versões apresentadas pelo rapaz não correspondem com as investigações.
Os policiais identificaram que a versão deste homem foi limitada aos fatos e imagens veiculados pela mídia, e não coincidiram com o que já havia sido apurado pela equipe de investigação, principalmente relativo ao trajeto de antes e depois ao atentado e, também, do contato feito com outro suspeito pouco antes da tentativa de homicídio, que lhe indicou o carro da vítima.
Carro de Solange Freitas, candidata a prefeita de São Vicente, é alvejado por tiros
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Homem é preso em Araraquara após roubar torneiras e registros de fábrica

homem-e-preso-em-araraquara-apos-roubar-torneiras-e-registros-de-fabrica


Suspeito já tinha mandado de prisão em regime aberto pelo crime de ameaça. Caso foi registrado no Plantão Policial de Araraquara
Walter Strozzi/ACidade ON
Um homem de 38 anos foi preso em Araraquara (SP) na segunda-feira (6) suspeito de roubar torneiras e registros de uma fábrica de laticínios na Vila Xavier.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
O vigilante da empresa flagrou o suspeito jogando uma mochila por cima do muro. Ao questioná-lo, o homem ameaçou e agrediu o funcionário do local, entrando em luta corporal com ele.
Durante a briga, o suspeito sacou uma lâmina de ferro. O vigilante se afastou do homem, que fugiu com os objetos avaliados em aproximadamente R$ 500.
A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência. Com as informações fornecidas pela vítima, os policiais realizaram buscas pelo suspeito nas imediações da empresa. O homem foi detido em outra propriedade, que também foi invadida.
O criminoso foi reconhecido pela vítima, e o caso foi encaminhado ao Plantão Policial. Os dois homens receberam atendimento médico devido aos machucados causados pela briga.
O suspeito negou as acusações, alegando estar em outro lugar no momento do crime. O homem já possui um mandado de prisão em regime aberto pelo crime de ameaça.
O criminoso foi preso em flagrante e encaminhado à Cadeia de Santa Ernestina, onde está à disposição da justiça.
VÍDEOS: Reveja as reportagens dos telejornais da EPTV
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara