Em ofício ao Ministério da Saúde, Câmara Municipal solicita abastecimento de inseticida utilizado no combate à dengue em Presidente Prudente

em-oficio-ao-ministerio-da-saude,-camara-municipal-solicita-abastecimento-de-inseticida-utilizado-no-combate-a-dengue-em-presidente-prudente



Devido ao aumento de 243% nos casos positivos, o Legislativo também recomenda a realização de nebulização espacial para ampliar as ações contra a doença. O mosquito Aedes aegypti é o principal transmissor de dengue, zika e chikungunya
João Paulo Burini/Getty Images via BBC
A Câmara Municipal enviou um ofício ao Ministério da Saúde em que solicita o abastecimento do inseticida contra a dengue e recomenda a utilização da técnica de nebulização espacial como atividade complementar contra o mosquito Aedes aegypti, em Presidente Prudente (SP).
O ofício enviado foi elaborado após a realização de uma reunião pública na última terça-feira (17), que tinha como intuito discutir ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre amarela, da febre chikungunya e do zika vírus, em Presidente Prudente (SP).
No documento, o presidente da Frente Parlamentar pela Saúde, vereador Demerson Dias (PSB), cita dados da Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) segundo os quais a cidade teve em 2022, na comparação com 2021, um aumento de 243% nos casos positivos de dengue. Ou seja, foram 7.461 registros no ano passado e, inclusive, cinco mortes provocadas pela doença.
“A melhor forma de combater a doença é atuar preventivamente, impedindo a reprodução do mosquito. No entanto, nem mesmo as constantes campanhas de informação e conscientização da população visando a reduzir focos de proliferação do mosquito têm sido suficientes”, afirma Dias.
Ele ressalta que a VEM conta com 95 agentes de endemias, “mas, devido à crescente evolução do mosquito e das doenças, o número de servidores não tem sido o suficiente”, a fim de atuar no combate e na execução de programas de prevenção, como, por exemplo, o serviço de nebulização contra o Aedes aegypti.
Diante do aumento no número de casos, o ofício recomenda ao Ministério da Saúde a utilização da técnica de nebulização espacial, como forma de atividade complementar ao controle do mosquito em cenários emergenciais, em especial na identificação de aumento de casos de óbitos.
A Frente Nacional de Saúde ainda ressalta que a distribuição do inseticida ao município é pouco considerando o número de habitantes.
“Considerando que, o Ministério da Saúde aumentou a distribuição do inseticida às Unidades da Federação (UF), de janeiro a maio de 2022, para 208.350 litros para ações de controle espacial, porém, o município de Presidente Prudente, com aproximadamente 227.072 habitantes, recebeu apenas 20 litros do inseticida”, pontuou.
Portanto, visto que a quantidade repassada é insuficiente para atender todo o município de Presidente Prudente, o documento também solicita, por meio da Coordenação-Geral de Vigilância de Arboviroses (CGARB), o envio do insumo adulticida imidacloprido + paletrina, tendo em vista o delicado momento vivenciado pela saúde pública do município.
O que diz o Ministério da Saúde
Em nota ao g1, o Ministério da Saúde informou que para o controle do Aedes aegypti e Aedes albopictus, o Ministério enviou ao estado de São Paulo no ano passado mais de 800 mil pastilhas de biolarvicida utilizadas no tratamento de recipiente/depósitos de água e 620 Kg do adulticida para o tratamento residual em pontos estratégicos. Em relação ao produto para aplicação espacial (UBV), foi enviado ao estado 29,5 mil litros do inseticida.
Ainda segundo o Ministério, a pasta aumentou a distribuição de adulticida às Unidades da Federação para as ações de nebulização espacial, totalizando 225.150 litros de inseticida distribuídos.
“Este quantitativo superou o volume distribuído nos anos anteriores e o programado para 2022, e manteve os estados abastecidos durante o período de maior registro de casos de arboviroses”, afirmou.
Para atender a demanda de adulticida para a aplicação espacial em 2023, o Ministério da Saúde informou que incluiu a aquisição de mais um produto para aplicação espacial no controle de Aedes aegypti e Aedes albopictus, que será distribuído conforme a necessidade de cada estado.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Vito Califano

0 comments on “Em ofício ao Ministério da Saúde, Câmara Municipal solicita abastecimento de inseticida utilizado no combate à dengue em Presidente Prudente

Leave a Reply

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: