Mãe que perdeu os filhos em incêndio tem benefício suspenso por falta de atualização: ‘Fiquei sem saber por que e sem renda’

mae-que-perdeu-os-filhos-em-incendio-tem-beneficio-suspenso-por-falta-de-atualizacao:-‘fiquei-sem-saber-por-que-e-sem-renda’



Sandra Pereira de Araújo teve que atualizar dados após crianças morrerem em incêndio. Segundo a Setas, governo faz ‘pente fino’ para identificar possíveis irregularidades e sinaliza mudanças no programa. Beneficiários do Bolsa Família terão que atualizar dados para continuar recebendo
Em uma casa de apenas quatro cômodos, localizada no Assentamento da Prata, em Porto Nacional, a dona de casa Sandra Pereira de Araújo, mora com três dos sete filhos que teve ao longo dos seus 35 anos de vida. As dificuldades são muitas, principalmente por falta de dinheiro. E mesmo dependendo apenas do Bolsa Família, ela chegou a ter o benefício suspenso após uma tragédia.
Há um ano ela perdeu dois filhos no mesmo dia. Jads e Jadson, de 4 e 5 anos, morreram em um incêndio na casa do pai, em Minas Gerais. Isso constou no cadastro, mas ela só percebeu quando deixou de receber o dinheiro.
Aos prantos, ela relembra a dor da morte dos filhos. “Falaram que foi a fiação da casa que caiu em cima do sofá. Fiquei sabendo só da morte mesmo eu não tive coragem de ir”, contou.
Ela precisa ir para Minas Gerais para resolver problemas, mas como a família só pode contar com esse recurso, ainda não conseguiu juntar dinheiro para as passagens.
Sandra Pereira de Araújo não fez atualização de cadastro do benefício
TV Anhanguera/Reprodução
“Tinha suspendido e eu fui lá saber por que e falaram que os meninos estavam no meu cadastro e constou que eles tinham falecido. Fiquei sem saber por que e sem renda”, reclamou Sandra.
Depois de ser recadastrada, a previsão é que no mês de fevereiro ela volte a receber o benefício, que poderá voltar a se chamar Bolsa Família.
A dona de casa também não consegue trabalhar. As refeições são conseguidas atualmente com ajuda de vizinhos, que fazem uma verdadeira corrente do bem para que a casa seja mantida.
“Primeiro eu tinha meus pequenininhos do meu lado e do dia que eles faleceram, faltava uma semana para eles virem embora da casa do pai deles para cá. Eu aguento e me magoa muito ainda. Mas eu tento ficar forte por causa dos filhos que eu tenho”, lamentou.
Sandra chora ao lembrar da perda dos filhos
TV Anhanguera/Reprodução
Mudanças
O programa de transferência de renda está passando por adequações. O Ministério do Desenvolvimento Social confirmou que em fevereiro vai ter um pente-fino dos benefícios pra evitar fraudes no programa, que antes era chamado de Auxílio Brasil.
A previsão é que seja acrescido por um adicional para famílias com crianças até seis anos. Mas a mudança só começa a valer depois dessa etapa.
“Ele vai continuar basicamente sendo o mesmo programa, porém está sinalizada a questão da mudança do nome, o retorno para o Bolsa Família. Isso não está oficializado, está sinalizado. Também está sinalizado para março um novo benefício de R$ 150 para as famílias que já estão recebendo, que tenham crianças de zero a seis anos”, explicou Nágila Praigida, assistente social da Secretaria do Trabalho E Desenvolvimento Social (Setas).
No Tocantins, 368 mil famílias estão inscritas no Cadúnico. Destas, mais 161.280 recebem o Auxílio Brasil.
“Está havendo uma averiguação para ver se realmente essas famílias são unipessoal, se essas pessoas moram sozinhas ou não. Porém, o governo federal está pedindo para que os municípios façam a verificação, mas não determinou nenhum prazo”, completou a assistente social.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

valipomponi

0 comments on “Mãe que perdeu os filhos em incêndio tem benefício suspenso por falta de atualização: ‘Fiquei sem saber por que e sem renda’

Leave a Reply

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: