Polícia investiga caso de mulher que tentou afogar criança em piscina de condomínio no interior de SP

policia-investiga-caso-de-mulher-que-tentou-afogar-crianca-em-piscina-de-condominio-no-interior-de-sp



Polícia instaurou um termo circunstanciado para investigar o caso como crime de maus-tratos, além de apurar o soco que a mãe levou do irmão da mulher suspeita, em Bauru (SP). Vídeo mostra mulher tentando afogar criança em piscina de condomínio em Bauru
A Polícia Civil instaurou um termo circunstanciado para investigar como crime de maus-tratos a tentativa de afogamento praticado pela mulher contra a criança que brincava com um amigo na piscina de um condomínio residencial em Bauru, no interior de SP.
Segundo a Polícia Civil, o termo é um tipo de registro administrativo que subsistiu o auto de prisão em flagrante e o inquérito policial, e permite que a investigação seja concluída mais rápido. Beatriz Santos, de 27 anos, e a criança, de seis anos, devem prestar depoimento nesta sexta-feira (27).
Além de apurar a tentativa de afogamento, a polícia investiga o soco que Beatriz levou do irmão da mulher suspeita, ao questionar o motivo da agressão contra o seu filho. O homem teria se irritado com as perguntas e dado um soco no olho dela (relembre o caso abaixo).
Beatriz Santos, mãe do garoto
Arquivo pessoal
Vídeo
Beatriz registrou boletim de ocorrência para denunciar a tentativa de afogamento. O caso aconteceu no dia 15 de janeiro, mas as imagens de câmera de segurança do condomínio que mostram o momento da agressão só foram divulgadas nesta semana.
Câmera registrou momento em que mulher afoga criança em piscina de condomínio em Bauru
Reprodução
Nas cenas, o menino brinca com seu amigo na piscina até o momento em que a mulher se aproxima e, aparentemente sem motivação, afunda o garoto e coloca seu corpo em cima da criança, impedindo-a de respirar por alguns segundos. Logo após a agressão, os dois garotos deixam a piscina (assista ao vídeo no topo da reportagem).
De acordo com Beatriz, o filho foi ao condomínio onde mora um amiguinho para passar a noite e, no dia seguinte, brincar na piscina.
LEIA TAMBÉM
Mães denunciam agressões e tortura contra crianças autistas em clínica particular no interior de SP
Mãe registra BO após filho denunciar agressão de pai de outra criança em parque de São Manuel
Criança de 3 anos é internada após suspeita de agressão cometida por padrasto e mãe em Bauru
Segundo ela, as regras do condomínio permitem que menores de 12 anos, desde que convidados por um morador, utilizem a piscina.
A mãe da vítima diz que só ficou sabendo da agressão mais tarde, quando o filho relatou o que sofreu. Ela pediu para ver as imagens e funcionários do condomínio apontaram a suspeita da agressão como sendo uma mulher moradora do local.
Beatriz foi até o apartamento da suspeita para questionar o motivo da agressão. A assistente disse que a mulher justificou seu ato pelo fato de o garoto não ser morador do local e, por isso, não poderia estar na piscina.
Após registrar o BO, Beatriz foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de corpo de delito para comprovar a agressão.
“Estou revoltada, é apenas uma criança que estava se divertindo. Espero que o caso seja investigado e espero punição”, disse a mãe do garoto em entrevista ao g1.
Confira mais notícias do centro-oeste paulista:
Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília

Mata

0 comments on “Polícia investiga caso de mulher que tentou afogar criança em piscina de condomínio no interior de SP

Leave a Reply

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: