VÍDEO: poste no meio de garagem dificulta vida de aposentado há 10 anos: ‘Já me chamaram de bração’

video:-poste-no-meio-de-garagem-dificulta-vida-de-aposentado-ha-10-anos:-‘ja-me-chamaram-de-bracao’



José Félix Bezerra precisa fazer várias manobras para entrar e sair de casa e acaba fechando rua no Cidade Aracy, em São Carlos (SP). Em carta, CPFL pediu R$ 4,7 mil para trocar o estrutura de lugar. Casal de aposentados de São Carlos sofre com poste instalado em frente sua garagem
Há dez anos, o casal de aposentados Francisca Cristina Coelho Bezerra e José Félix Bezerra, de 63 anos, tenta tirar um poste de energia da frente da garagem da sua casa, no bairro Cidade Aracy, em São Carlos (SP). A pilastra de concreto fica praticamente no meio do portão, mesmo havendo espaço na lateral para sua instalação.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Para sair ou entrar com o carro da garagem é preciso muita manobra. O g1 acompanhou as dificuldades do aposentado para tirar e colocar o veículo (veja vídeo acima). O processo é demorado e fecha a rua, demandado a paciência dos motoristas que passam pelo local.
“Já me chamaram de ‘bração’ [motorista que dirige mal]”, contou Félix.
A CPFL alega que não instala postes em frente às garagens e que o traçado é feito de acordo com o projeto fornecido pelo poder público (prefeitura) ou pela empresa responsável pelo empreendimento (loteador) (veja posicionamento completo abaixo).
A Prefeitura de São Carlos, por sua vez, informou que apenas pede a quantidade de postes que devem ser instalados na rua, mas quem determina onde eles são colocados, é a CPFL. O serviço de instalação é pago pela prefeitura.
A empresa de energia até tira o poste da frente da casa, mas cobra mais de R$ 4,7 mil.
Problema antigo
Casal de aposentados de São Carlos tenta retirar poste de frente da sua garagem
Fabiana Assis/g1
O poste já estava na frente da garagem quando o casal comprou a casa, em 2012, mas era de madeira e a família imaginou que pudesse ser mudado.
Um ano depois, quando começou a troca dos postes pelos de concreto, o casal entrou em contato com a CPFL várias vezes e pediu aos funcionários que estavam fazendo a troca para mudar o poste de lugar, mas receberam uma negativa.
“Disseram que não tinha autorização. Se ele tivesse colocado um metro para o lado já me ajudaria”, lamentou Félix.
Desde então, eles já entraram em contato com a CPFL algumas vezes para tentar a retirada do poste. Como resposta receberam dois orçamentos que vieram por carta. O primeiro, logo que o poste de concreto foi instalado, passava dos R$ 7 mil.
Já o último, enviado em 2020, cobrava R$ 4.737,50, mas o casal não tem condições de arcar com esse custo.
Dona Francisca conta que até mesmo os funcionários da CPFL que vão fazer manutenção se espantam com o local onde está instalado o poste.
CPFL cobra R$ 4,7 mil para retirar poste de frente de garagem de casa de São Carlos
Arquivo pessoal
Incômodo
A garagem do casal tem espaço para dois carros, mas mal dá para acomodar o Corsa do ‘seu’ Félix que fica atravessado.
Para colocar o carro na garagem, ele usa parte da calçada do vizinho. Quando há carro estacionado neste espaço, o aposentado ou sua mulher saem percorrendo a vizinhança, indo aos comércios e na Igreja que tem na proximidade para descobrir de quem é o carro na vaga e pedir para o dono retira-lo para eles poderem entrar com o carro em casa.
“Às vezes, de domingo, por causa do movimento da igreja, eu nem gosto de sair porque tenho medo de voltar e não conseguir entrar”, contou o aposentado.
Ele já chegou ir até a igreja várias vezes procurar por donos de carros estacionados ao lado da sua casa.
“Me sinto vergonhoso com isso. As pessoas devem passar aqui na frente e imaginar quem mora em uma casa que tem um poste na frente”, disse.
Casal de aposentados de São Carlos tenta há dez anos retirar poste de frente da sua garagem
Arquivo pessoal
O que diz a CPFL
A CPFL Paulista informa que não instala postes em frente às garagens. O traçado dos postes da rede de distribuição de energia é feito de acordo com o projeto fornecido pelo Poder Público (prefeitura) ou pela empresa responsável pelo empreendimento (loteador). Caso haja alteração no lote original, o responsável deve solicitar à CPFL a avaliação e orçamento para a alteração do local do poste, o que pode ser feito por meio dos canais digitais (www.cpfl.com.br, app CPFL Energia ou pelo 0800-010 10 10).
Em atendimento a Resolução Normativa 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o custo para o deslocamento do poste, que engloba as taxas de empresas ocupantes, como telefonia e TV a cabo, é de responsabilidade do solicitante.
VÍDEOS: Reveja as reportagens dos telejornais da EPTV
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara

Ufficio Stampa

0 comments on “VÍDEO: poste no meio de garagem dificulta vida de aposentado há 10 anos: ‘Já me chamaram de bração’

Leave a Reply

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: